Published Date: 9 de agosto de 2016 Like ( 0 ) Dislike ( 0 )
profile

gerenciadrone

130 Videos

Description:
Em entrevista ao De Olho nos Ruralistas, a nutricionista Ana Paula Bortoletto falava de um artigo escrito em 2014, publicado no Outras Palavras, onde ela e o advogado Flávio Siqueira Júnior concluíam que as cervejas mais consumidas no Brasil poderiam estar levando o consumidor à ingestão inconsciente de transgênicos: http://bit.ly/1hzJ8sn. Diante da conhecida associação entre a cultura dos transgênicos e o uso de agrotóxicos, o apresentador pergunta se quem bebe cerveja sabe se ela está envenenada ou não. A pesquisadora do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), doutora pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), responde: "Grande chance que sim. Os ingredientes dessas cervejas de maior escala consumidas no Brasil são produzidos com cereais. Não falam qual, mas provavelmente é o milho, que é o mais barato. E o milho transgênico também usa agrotóxico". Não há amostras em relação às cervejas consumidas. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Agricultura fazem análises apenas de alimentos in natura. Os demais (de vidros com molho de tomate às cervejas) simplesmente não são contemplados. || De Olho nos Ruralistas é um observatório sobre agronegócio no Brasil: http://bit.ly/1sCYNBQ. O trecho completo sobre agrotóxicos, na entrevista com Ana Paula Bortoletto, pode ser visto neste link: http://bit.ly/2ak3FCe. Ela traz detalhes sobre a incidência de uso de agrotóxicos ilegais, ou acima da quantidade permitida, nas principais culturas frutíferas do país. E da precariedade dos laboratórios, no Brasil, que deveriam estar protegendo a alimentação do consumidor: http://bit.ly/2aQHvd8 ||

Nenhum Comentário

Leave a Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>